IRIS FM
91.4 FM
País Sociedade

António Costa explica ao país o plano para a reabertura.

Após ter estado reunido em Conselho de Ministros e de ter um encontro com o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa explica agora aos portugueses quais as medidas de desconfinamento e o calendário previsto para o levantamento das restrições.

António Costa começou por referir que “o Conselho de Ministros aprovou hoje a transição do Estado de Emergência para o Estado de Calamidade”, afirmando que “graças ao esforço e disciplina dos portugueses, e do notável trabalho dos profissionais de saúde, foi possível que a pandemia registasse uma evolução num sentido positivo ao longo destes dois meses”.

“Não se justificava renovar mais uma vez o estado de emergência” , contudo, “não quer dizer que a pandemia esteja ultrapassada, que o risco esteja vencido e que possamos retomar a normalidade da nossa vida anterior a 2 de março“, destacou António Costa.

“O Governo entendeu que era o momento de descer um degrau, passando para o estado de calamidade”, acrescentou. “Face à evolução da pandemia e face àquilo que tem sido revelada a capacidade do nosso Serviço Nacional de Saúde, podemos começar, de forma gradual e progressiva e com todas as cautelas a dar pequenos passos tendo em vista o desconfinamento e a eliminação das limitações que têm sido impostas”, disse.

As escolas vão ter atividades letivas presenciais no dia 18 de maio para o 11º e 12º anos. As competições oficiais da Primeira Liga de Futebol começam nos dias 30 e 31 de maio.

De recordar que, na semana passada, o primeiro-ministro adiantou que o plano de “desconfinamento” será adotado em três fases, a primeira já a partir de segunda-feira, em que poderão reabrir pequenos estabelecimentos comerciais de bairro.

Assim, foi já revelado o plano de desconfinamento a partir de 4 de Maio de 2020

plano de desconfinamento 3 maio2020