País Política

IL diz que “não faz sentido” governantes mediarem a localização do aeroporto.

Rui Rocha, líder da Iniciativa Liberal (IL), defende que “não faz nenhum sentido” haver governantes a comentar as possíveis localizações do novo aeroporto de Lisboa, considerando que estão a tirar credibilidade ao trabalho da comissão técnica. 

“Não faz nenhum sentido estar com governantes a emitirem opiniões sobre uma das opções. Tudo isto devia ser feito de forma ponderada, porque aquilo que estão a fazer é a tirarem credibilidade à comissão técnica”, comunicou aos jornalistas à frente do centro de saúde de Algueirão-Mem Martins, no concelho de Sintra. 

O líder da IL respondia às declarações, este domingo, do secretário de Estado da Conservação da Natureza e das Florestas, que decretou que a escolha de Santarém como localização do novo aeroporto de Lisboa faria “muito mais sentido”, cerca de duas semanas após o ministro das Infraestruturas, João Galamba, ter considerado que era “longe”. 

De acordo com Rui Rocha, as declarações dos governantes são “uma grande baralhada” que “não credibiliza o processo” da escolha do novo aeroporto. 

O líder da IL refutou que tendo em conta que a escolha do novo aeroporto dura há 70 anos, seria importante “que a comissão técnica fizesse o seu trabalho e trouxesse uma proposta que fosse credível”. 

“Senão, corremos o risco de estar a pôr em causa mais anos de atraso e acho que há uma coisa que em Portugal já concluímos: o aeroporto é mesmo necessário e cada ano de atraso na sua disponibilização é um ano de prejuízo daquilo que podem ser as receitas associadas ao movimento do aeroporto”, realçou. 

As declarações do secretário de Estado da Conservação da Natureza e das Florestas foram consideradas por Rui, como uma forma de descredibilizar João Galamba. 

“Ele próprio já apresentou, noutros temas, várias verdades sucessivas e agora temos o secretário de Estado que tem uma verdade diferente da de João Galamba. Como João Galamba dizia, ‘a verdade dá muito trabalho a construir'”, menciona, em comparação às declarações do ministro das Infraestruturas na comissão de inquérito à TAP, que disse que “reconstruir a verdade dá trabalho”. 

O líder da IL ressalta que “era bom” que secretário de Estado e ministro “se entendessem”. 

“Se nem essa construção da verdade conseguem fazer de forma coordenada, de facto é uma grande baralhação”, apoiou. 

Rui Rocha, ao ser questionado se a IL privilegia alguma localização para o novo aeroporto, respondeu que o seu partido “quer conhecer os fundamentos técnicos” e vai aguardar pelo trabalho da comissão técnica antes de emitir uma opinião. 

“Ao contrário do Governo, que se vai pronunciando sobre diversas soluções – como João Galamba fez e como o secretário de Estado fez agora também -, nós vamos aguardar esses estudos técnicos, vamos avaliá-los e seguramente nos pronunciaremos. Não faz sentido estar a inverter o processo”, destacou. 

Partihar

NO AR
91.4 FM
COM IRIS FM

%d bloggers like this: