País

Portugal vai enfrentar terceira vaga de calor

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, destacou, esta quarta-feira, que Portugal vai “entrar numa terceira vaga de calor”, a partir de dia 20 de agosto, que se vai prologar no mês de setembro.” Em setembro, vamos ter tempo em regra mais quente do que os setembros anteriores, entre 50 a 60%, e mais seco, entre 40 a 50%”, revelou José Luís Carneiro, depois de participar numa reunião do IPMA, com a Secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar.

“Acho que isto diz tudo do risco acrescido que vamos ter ainda de enfrentar. Quando há dias disse que não podíamos baixar a guarda, era precisamente a este quadro que me estava a referir, por força da informação que vamos recebendo do IPMA”, acrescentou. Desta forma, o ministro destacou que o “esforço da comunidade nacional”, em cooperação, é “absolutamente indispensável” e revelou que o Governo irá voltar a reunir-se com a Proteção Civil para “olhar” para o dispositivo de combate aos incêndios.

“Naturalmente que o dispositivo, após semanas consecutivas a repor recursos humanos, recursos materiais, recurso técnicos, naturalmente que vamos ter de reunir de novo, todas as forças e serviços no quadro da Proteção Civil”, adiantou, notando, no entanto, que este dispositivo está “preparado”, nomeadamente com o conhecido adquirido ao longo dos últimos anos.

No entanto, é preciso ter em atenção as previsões esperadas. “Vamos ter uma terceira onda de calor e essa onda de calor é acrescida com os fatores que falei há pouco”, reforçou.

“Exige de todos nós um esforço acrescido e adicional. Portanto, o apelo à comunidade nacional para que se una como um todo para que consigamos vencer os desafios que temos pela frente”, apelou.

Partihar

NO AR
91.4 FM
COM IRIS FM

%d bloggers like this: