IRIS FM
91.4 FM
Mundo

Brexit: “Ainda é possível” um acordo, dizem alemães e irlandeses

Os chefes da diplomacia alemã e irlandesa consideraram hoje ser “ainda possível” concluir um acordo comercial entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido após o ‘Brexit’, apesar do atual impasse nas discussões.

“Acreditamos que é certamente difícil um acordo, mas ainda é possível”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Maas, cujo país preside à UE até 31 deste mês, numa conferência de imprensa conjunta, em Berlim, com o homólogo irlandês, Simon Coveney.

“Ainda acreditamos que é possível ter um acordo comercial e governar as relações” entre o Reino Unido e a UE, afirmou, por seu lado, Coveney.

Maas salientou que a intenção é prosseguir com as negociações “enquanto houver uma janela aberta” e que é “claro” que se pretende alcançar um “acordo razoável”.

As declarações dos dois ministros surgem numa altura em que a esperança de um acordo parece ter hoje desaparecido.

Bruxelas e Londres mostraram hoje algum pessimismo quanto a um acordo até domingo, prazo estabelecido pela presidente da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, e pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

Sem um acordo de livre comércio assinado com Bruxelas até 31 deste mês, as trocas comerciais entre Londres e a UE, o seu principal parceiro, será feito com base nas regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), sinónimos de direitos aduaneiros e cotas.

Antecipando-se a um ‘no deal’, a UE apresentou medidas de emergência que visam manter a conectividade no transporte rodoviário e aéreo durante seis meses, desde que Londres faça o mesmo.

As medidas também visam garantir o acesso recíproco às águas de ambas as partes para os navios de pesca em 2021.