IRIS FM
91.4 FM
Regional

Vila Franca de Xira mantém apoio social integrado a população vulnerável e cria linha de apoio a idosos

Para fazer face à situação de pandemia por COVID-19, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira vai manter em funcionamento os seus serviços de atendimento e acompanhamento social integrado, tendo criado também uma linha específica de apoio ao idoso. São medidas que pretendem assegurar a continuidade do apoio social às camadas da população mais vulneráveis, pese embora estejam nesta altura encerrados os atendimentos presenciais dos serviços municipais.

O Sistema de Atendimento e Acompanhamento Social Integrado (SAASI) – existente no Concelho desde 2016 – faculta uma resposta concertada às pessoas e famílias em vulnerabilidade social. Este trabalho resulta da parceria entre diversas entidades, que permite adequar as respostas às necessidades. O SAASI integra a Câmara Municipal, o Instituto de Segurança Social e 32 entidades da Rede Social do Concelho (Juntas e Uniões de Freguesia; Hospital de Vila Franca de Xira; Agrupamento de Centros de Saúde do Estuário do Tejo; Associações, IPSS e Coletividades do Concelho e Agrupamento de Escolas de Vialonga). No atual contexto, o atendimento está a ser assegurado através do telefone, nas Juntas de Freguesia da área de residência ou através do e-mail: dss@cm-vfxira.pt.

No quadro da atual pandemia, no caso específico da população idosa e com mais de 55 anos, para além do SAASI foi também criada uma linha de apoio: 96 980 00 55. O objetivo é proporcionar um atendimento de maior proximidade e encaminhamento adequado às necessidades que surjam.

No caso dos sem-abrigo, nomeadamente os que recusem apoio municipal ao nível habitacional, os Serviços Municipais estão a assegurar o apoio alimentar, a par de um acompanhamento de proximidade regular.

“Com vista à prevenção do contágio e contenção da pandemia, o Município apela a todos os munícipes que respeitem cuidadosamente as recomendações das Autoridades Nacionais de Saúde e as orientações do Governo no âmbito do Estado de Emergência que atravessamos”.