Sociedade

Padre de Samora Correia afastado por acusação de esconder abusos de catequista a crianças da paróquia

O Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, afastou o Pároco de Samora Correia, após este ter sido acusado pelo Ministério Público de Santarém de omissão por ocultar abusos de menores cometidos por catequista.

Os abusos teriam ocorrido em 2020 e 2021. O Padre foi avisado dos dois casos, mas limitou-se a afastar o catequista da catequese e, mais tarde, do grupo de acólitos. No entanto, nunca denunciou os casos à polícia. Heliodoro Nuno é pároco há mais de dez anos em Samora Correia.

Partihar

NO AR
91.4 FM
COM IRIS FM