Regional

Hélder Esménio defende criação de “medidas excepcionais” para resolver falta de médicos em Salvaterra de Magos

O Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Esménio, defendeu a criação de “medidas excepcionais” para resolver o problema da falta de médicos no concelho de Salvaterra de Magos, onde 75% da população não tem médico de família. Dos 12 médicos de medicina geral e familiar que deviam estar ao serviço dos 22 mil habitantes, apenas existem três, correspondendo a uma cobertura de 25% da população. Além dos três médicos, os serviços são minimizados pela prestação de serviços de dois médicos a meio tempo, ainda que estes não possuam especialidade de medicina geral e familiar.

Hélder Esménio considera ser fundamental que o Ministério da Saúde possa ter ferramentas que permitam fazer subir os vencimentos dos médicos, para os atrair aos territórios onde há escassez de médicos. O autarca sublinha ainda que são necessárias “ferramentas de emergência” que permitam acelerar a contratação de médicos.

Partihar