Destaques País

Trabalho não declarado passa a ser criminalizado com prisão ou multa

O Governo aprovou uma proposta de alteração à legislação laboral que prevê a criminalização do trabalho totalmente não declarado, com prisão até três anos ou multa até 360 dias. O objetivo é “assegurar que há sempre lugar a contraordenação, mesmo em caso de regularização voluntária de trabalho não declarado, para desincentivar o recurso a esta modalidade”, explicou a ministra do trabalho.

A compensação pela cessação dos contratos a termo vai passar para 24 dias e o valor das horas extra acima das 120 anuais retoma o que vigorava até 2012. A medida traduz uma duplicação face aos 12 dias por ano agora previstos na lei e segundo a ministra detalhou a medida aplica-se “para o futuro” a partir do momento em que entre em vigor, ou seja, não abrangerá os contratos já em curso.

Foi também aprovado o alargamento de direitos e garantias para cuidadores informais não principais, nomeadamente o direito a faltar ao trabalho para prestar assistência, criando-se “especiais garantias” contra despedimentos, desigualdade ou discriminação.

Partihar

Uma Rádio Uma Região

Uma Rádio - Uma Região
A CARREGAR
Uma Região

Uma Rádio

TREM DAS CORES LUIS M BERNARDO

ÚLTIMAS MÚSICAS

ANSELMO RALPH - CURA ESSA SAUDADE
CURA ESSA SAUDADE ANSELMO RALPH
19:57
KEANE - NOTHING IN MY WAY
NOTHING IN MY WAY KEANE
19:54
ELLIE GOULDING - EASY LOVER
EASY LOVER ELLIE GOULDING
19:50
MICKAEL CARREIRA FT DAVID CARREIRA E TIERRY - TEMPLO A SEGUIR
TEMPLO A SEGUIR MICKAEL CARREIRA FT DAVID CARREIRA E TIERRY
19:48
SANTANA & MICHELLE BRANCH - I'M FEELING YOU
I'M FEELING YOU SANTANA & MICHELLE BRANCH
19:44
BOB MARLEY - COULD BE LOVE
COULD BE LOVE BOB MARLEY
19:40
LUA E MANEVA - ATÉ QUE É BOM
ATÉ QUE É BOM LUA E MANEVA
19:37