IRIS FM
91.4 FM
Mundo

Experiência da China no transporte sustentável

1.Foto aérea tirada em 31 de agosto de 2021 mostra uma ferrovia de alta velocidade em construção e uma via expressa na vila de Gaoling, no distrito autônomo da etnia Yao de Du'an, Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, no sul da China. (Xinhua/Lu Boan)

Conseguindo realizações notáveis em infraestrutura de transporte, a China está trabalhando para alavancar ainda mais sua capacidade de transporte para facilitar o desenvolvimento sustentável.

 

Com a realização da conferência de transporte, é importante conhecer como o transporte promove o desenvolvimento econômico e social sustentável na China, que pode ser resumido em “abrangente, conveniente, limpo, inteligente e seguro”.

 

ABRANGENTE

 

Quase todos os que vêm para a China ficarão impressionados com seu enorme sistema de transporte interconectado, que vão de instalações de trens de alta velocidade a portos automatizados que permitem que passageiros e bens se movam por todo o país.

 

Até o final de 2020, a milhagem operacional das ferrovias de alta velocidade da China ultrapassava 38.000 km, respondendo por mais de dois terços do total mundial, mostraram os dados oficiais.

 

O sistema ferroviário de alta velocidade da China cobre mais de 95% das cidades com população de mais de um milhão de pessoas. As vias expressas atenderam a mais de 98% das cidades com uma população de mais de 200.000, enquanto 92% das cidades de nível distrital têm acesso a aeroportos civis.

 

No início deste ano, a China revelou planos para desenvolver uma rede de transporte nacional abrangente, moderna e de alta qualidade até 2035, com maior conectividade nacional e internacional, acesso multicanal às principais cidades e cobertura efetiva de nós a nível distrital.

 

CONVENIENTE

 

“Se você quer ficar rico, construa primeiro uma estrada” é um ditado popular chinês, que destaca o papel do transporte no incentivo às economias locais e na melhoria da vida das pessoas.

 

Dados oficiais mostram que 2,36 milhões de quilômetros de estradas rurais foram construídos ou reformados na China desde 2012, com a extensão total das estradas rurais chegando a 4,38 milhões de quilômetros, representando 84,3% do total do país.

 

Em 2020, a China tinha 241 aeroportos certificados, 58 a mais que em 2012. Quase metade dos novos aeroportos estavam localizados em áreas retiradas da pobreza, com serviços de aviação cobrindo 82,6% da população que vivia em áreas que haviam saído da pobreza.

 

Com a melhoria da infraestrutura de transporte, ficou muito mais fácil para as pessoas em áreas rurais e remotas viajarem e fazerem negócios. Por exemplo, a ferrovia Lhasa-Nyingchi, que começou a operar em junho deste ano, forneceu ao sudeste do Tibet acesso a serviços ferroviários pela primeira vez na história.

 

TRANSPORTE LIMPO

 

O setor de transporte da China passou por uma transformação verde nos últimos anos, em meio à busca do país por um crescimento sustentável e aumento da consciência pública para a proteção ambiental.

 

Até o momento, a taxa de eletrificação das ferrovias do país atingiu 74,9%. O consumo anual de petróleo do sistema ferroviário da China reduziu do pico de 5,83 milhões de toneladas em 1985 para 2,31 milhões de toneladas atualmente.

 

A ampla adoção de veículos de nova energia (NEVs) na China, o maior mercado de automóveis do mundo, impulsionou a mudança verde do transporte global. No período de janeiro a setembro, as vendas de NEVs na China totalizaram cerca de 2,16 milhões de unidades, um aumento anual de 190%.

 

O país também divulgou um plano de ação para promover um estilo de vida verde e de baixo carbono, incentivando o público a dar prioridade aos meios de transporte ecológicos, incluindo caminhar, andar de bicicleta ou usar o transporte público.

 

INTELIGENTE

 

Tecnologias de ponta como 5G, big data e inteligência artificial estão injetando um novo ímpeto na indústria de transporte da China.

 

Em Shanghai, foi inaugurada uma linha de transporte público inteligente de 8,5 km na Nova Área de Lin’gang. Os passageiros podem fazer agendamentos por aplicativos de celular para usar ônibus inteligentes que funcionam no sentido horário por cerca de 30 minutos em uma única viagem.

 

Em Beijing, 278 estradas que se estendem por mais de 1.027 km foram abertas para testes de veículos sem motorista até o final de setembro, de acordo com o Centro de Inovação para Mobilidade Inteligente de Beijing.

 

Até 2025, a China estabelecerá um ecossistema básico para veículos sem motorista de padrões chineses, com o objetivo de alcançar a produção em escala de carros sem motorista de automação condicional.

 

SEGURO

 

A China tem feito esforços contínuos para fortalecer a gestão da segurança e a resposta a emergências para garantir aos passageiros uma viagem segura.

 

Nenhum grande acidente ferroviário ocorreu desde 2012 e o número de mortos em acidentes ferroviários em 2019 caiu 46,1% em comparação com 2012, de acordo com um livro branco intitulado “Desenvolvimento Sustentável do Transporte na China”.

 

A aviação civil atingiu um novo recorde de segurança de quase 81 milhões de horas de voo seguro contínuo em 112 meses, segundo o livro branco.

 

Desde a pandemia da COVID-19, a China implementou várias medidas, incluindo a abertura de canais postais rápidos, para impedir que o vírus se espalhe por meio de transporte e garantir a disponibilidade de suprimentos de emergência e necessidades diárias, fornecendo assim um forte apoio na luta contra a pandemia.

  

Megaprojetos e desenvolvimentos líderes mundiais geram força de transporte para China

 

Nas últimas décadas, megaprojetos construídos em toda a China e desenvolvimentos líderes mundiais impulsionaram o esforço do país para fortalecer sua rede e infraestruturas-chave de transportes para a economia.

 

A segunda maior economia do mundo tem sua espinha dorsal em um “sistema de transporte enorme, interconectado e abrangente”, segundo o ministro chinês do Transporte, Li Xiaopeng.

 

A China agora lidera o mundo em tecnologia para ferrovias em altas altitudes e em temperaturas extremamente baixas e é uma potência global em ferrovias de alta velocidade e transporte pesado, disse o livro branco intitulado “Desenvolvimento Sustentável do Transporte na China”.

 

O documento listou exemplos como a Ferrovia de Alta Velocidade Harbin-Dalian, a primeira linha ferroviária de alta velocidade do mundo operando a baixas temperaturas no inverno. Também citou a Ferrovia de Carga Pesada Datong-Qinhuangdao, que ocupa o topo mundial em termos de volume anual de transporte, bem como a Ferrovia de Alta Velocidade Beijing-Guangzhou, a mais longa linha ferroviária de alta velocidade do mundo.

 

Com oito das dez pontes mais altas e sete das dez pontes estaiadas mais longas do mundo, a China também lidera o mundo no comprimento total e número de pontes e túneis rodoviários em serviço e em construção, disse o documento.

 

O número de pontes rodoviárias na China atingiu cerca de 912.800 até o final de 2020, e o comprimento total ultrapassou 66,28 milhões de metros lineares.

 

A China anunciou a abertura da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau em outubro de 2018, que é a ponte marítima mais longa do mundo. A ponte de 55 km de extensão liga a Província de Guangdong, no sul da China, com as duas regiões administrativas especiais do país: Hong Kong e Macau.

 

De acordo com o livro branco, a China tinha 238 aeroportos civis certificados em todo o país.

 

Considerada a “nova porta de entrada” para a China, o novo Aeroporto Internacional de Daxing, em Beijing, viu a movimentação total de passageiros ultrapassar 10 milhões um ano depois que começou a funcionar. O aeroporto foi construído em menos de cinco anos e oficialmente aberto para voos em 25 de setembro de 2019.

 

Além de sua capacidade de construir grandes aeroportos, as tecnologias-chave para melhorar estuários maciços e longas hidrovias deram à China cerca de 127 mil km de vias navegáveis interiores, colocando o país na frente do mundo, observou o livro branco.

 

A rede de transporte em larga escala apoiou um salto na força nacional integral, disse Li, observando que a China está agora “correndo a todo vapor” na jornada em direção a um país com um forte sistema de transporte.

 

Priorizando o transporte em seus planos futuros, a China mudará seu foco de velocidade e escala para qualidade e eficiência, de iniciativas independentes para desenvolvimento multimodal integrado e de motores tradicionais a forças inovadoras, disse o livro branco.

 

Sublinhando o objetivo de criar uma força significativa no transporte até 2035, “nosso país construirá um moderno sistema de transporte abrangente que seja seguro, conveniente, eficiente, ecológico e econômico, equipado com instalações, tecnologia, gerenciamento e serviços de classe mundial”, disse o livro branco. Fim

 

Foto aérea tirada em 31 de agosto de 2021 mostra uma ferrovia de alta velocidade em construção e uma via expressa na vila de Gaoling, no distrito autônomo da etnia Yao de Du’an, Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, no sul da China. (Xinhua/Lu Boan)

 

Foto aérea tirada em 9 de dezembro de 2020 mostra a Ponte Honghe da Rodovia Portuária Hezhou-Gaolan, no estuário do Rio das Pérolas, na Província de Guangdong, no sul da China. (Xinhua/Liu Dawei)

 

Foto aérea tirada em 1º de outubro de 2021 mostra um trem-bala correndo na ferrovia de alta velocidade Yinchuan-Xi’an em Yinchuan, Região Autônoma da Etnia Hui de Ningxia, noroeste da China. (Xinhua/Feng Kaihua)

 

Um homem experimenta um sistema de assistência de condução inteligente na Expo Internacional da Economia Digital da China 2021 em Shijiazhuang, Província de Hebei, norte da China, 7 de setembro de 2021. (Xinhua/Jin Haoyuan)
Um navio de contêineres navega no mar do Golfo de Jiaozhou, Província de Shandong, leste da China, 7 de agosto de 2021. (Yu Fangping/Xinhua)
Foto aérea tirada em 22 de setembro de 2021 mostra um trem de alta velovidade correndo sobre campos de arroz na vila de Yaobao, distrito de Tieling, Província de Liaoning, nordeste da China. (Xinhua/Yang Qing)

 

Foto aérea tirada em 31 de maio de 2021 mostra o Aeroporto Internacional Tianfu de Chengdu, em Chengdu, Província de Sichuan, sudoeste da China. (Liu Yinghua/Xinhua)

 

 

 

 

 

 

METEOROLOGIA

ESTÁ A OUVIR
91.4 FM
COM IRIS FM

Atualização Diária COVID-19