IRIS FM
91.4 FM
País

Zero apela a eurodeputados para lutarem por uma Lei do Clima ambiciosa

A associação ambientalista Zero apelou hoje aos eurodeputados portugueses para lutarem por uma Lei do Clima da União Europeia “suficientemente ambiciosa”, considerando que a atual proposta da Comissão fica aquém do exigido.

A Lei do Clima da União Europeia é votada no Parlamento Europeu , sendo “um passo fundamental na definição da meta de redução da emissão de gases de efeito de estufa”, recordou hoje a Zero, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

De acordo com a associação ambientalista, a decisão a ser tomada será “determinante no consenso que será necessário depois atingir com os chefes de Estado e de governo da União Europeia em Conselho Europeu”, sendo “fundamental” que a Lei do Clima “seja suficientemente ambiciosa para enfrentar a atual emergência climática”.

Por forma a limitar o aumento global da temperatura em 1,5ºC, a União Europeia teria de alcançar “pelo menos 65% de redução de emissões de gases de efeito de estufa até 2030, em comparação com os níveis de 1990”, referiu a Zero, salientando que a proposta da Comissão Europeia de redução de 55% das emissões “fica muito aquém do que a ciência e a equidade exigem”.

“Como líderes políticos, os eurodeputados têm o dever histórico de fazer tudo o que estiver ao seu alcance durante o seu mandato para evitar que impactos desastrosos devido às alterações climáticas afetem as gerações atuais e futuras”, vincou a associação.

Nesse sentido, a Zero apela aos eurodeputados portugueses para lutarem por um corte nas emissões em pelo menos 65% até 2030.