IRIS FM
91.4 FM
País

Primeiro Ministro defende que “excedente” do OE2020 é essencial

O primeiro-ministro Antonio Costa, defendeu que a existência de excedente orçamental no próximo ano é um fator relativo num país com dívida elevada, mas é fundamental para haver margem financeira para responder às principais necessidades do país.

António Costa assumiu esta posição em declarações depois de confrontado com as críticas do Bloco de Esquerda, que considera que a proposta do Orçamento do Estado para 2020 representa um recuo face aos anos anteriores, revelando uma “obsessão do PS com o excedente orçamental”. A proposta de Orçamento do Estado para 2020, que deu entrada na segunda-feira à noite na Assembleia da República, prevê um excedente orçamental de 0,2% – o primeiro da história da democracia portuguesa.