IRIS FM
91.4 FM
Mundo

Eleições gerais antecipadas criam novos “enredos” para Brexit

A proposta foi aprovada  na câmara baixa do Parlamento britânico por 438 votos a 20 sobre a convocação de eleições gerais antecipadas em 12 de dezembro apelada pelo premiê Boris Johnson.

Como nenhum Partido sozinho pode obter a vantagem absoluta de liderar o processo do Brexit, muitos acordos dos governos de dois mandatos do Reino Unido sofreram fracassos de maneiras distintas, portanto, a realização antecipada das eleições é a única escolha para quebrar o impasse do Brexit.

Os resultados desta eleição antes do Natal definirão a história do próximo “enredo” do Brexit. Além disso, serão decididos também os destinos políticos do líder do Partido Conservador, Johnson, e do líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn.

Como todos sabem, Johnson alcançou o lugar de premiê através do juramento do Brexit, mas o partido de oposição fez com que fosse ainda mais difícil. Johnson queria consolidar e ampliar a posição do Partido Conservador na câmara baixa do Parlamento britânico para defender a aprovação do acordo do Brexit.

Segundo uma investigação pública do Financial Times emitida no dia 29, a taxa de suporte para o Partido Conservador teve 11 pontos percentuais a mais que do Partido Trabalhista. Contudo, o resultado dos votos é totalmente diferente disso.

Aliás, a antecipação das eleições ainda criará uma outra possibilidade, a de que o padrão da câmara não terá mudanças práticas. Isso implica em outro impasse do Brexit no Reino Unido.

Tradução: Luana

Revisão: Erasto