IRIS FM
91.4 FM
Mundo

Comentário: China em desenvolvimento pacífico sempre é estabilizadora do mundo

Martin Jacques, um estudioso britânico, publicou um livro em 2009, dizendo que a China se desenvolverá em um caminho de modernização diferente com o dos países ocidentais e mudará profundamente a estrutura mundial. Dez anos depois, muitas opiniões do livro foram comprovadas. De acordo com o livro branco “A China e o Mundo na Nova Era”, publicado recentemente pelo governo chinês, ao longo dos 70 anos, a China alcançou seu desenvolvimento e, ao mesmo tempo, injetou uma energia positiva à paz e ao progresso mundial.

O desenvolvimento pacífico é uma aspiração comum da humanidade. Infelizmente, guerras e conflitos dominaram a grande parte da história do ser humano. Nos últimos 30 anos, desde o fim da Guerra Fria, a ordem mundial tem sido fragmentada, as operações militares iniciadas pelos países ocidentais causaram uma crise humanitária, resultando no surgimento do extremismo e do terrorismo. Assim, o cenário mundial se tornou cada vez mais complicado e rigoroso, ampliando seu déficit de paz e confiança.

A China é um país que admira a paz. Desde a fundação da República Popular da China, 70 anos atrás, o país nunca desencadeou uma guerra nem um conflito. Nos últimos 40 anos, a China se tornou de um país fechado e menos desenvolvido para a segunda economia do mundo. O êxito da China reside em acompanhar a tendência mundial, persistir na reforma e abertura e se desenvolver em um caminho correspondente à própria situação.

A nação chinesa também contribuiu à comunidade internacional com sua ideologia e sabedoria. Nos últimos anos, o país apresentou a ideia da Comunidade de Futuro Compartilhado e a iniciativa do Cinturão e Rota, promovendo ativamente a reforma do mecanismo da governança global.

Perante a agitação no cenário internacional, a China demonstrou sua responsabilidade por meio de ações concretas. Entre 2012 a 2017, sua despesa da defesa nacional ocupou 1,3% do PIB, a menor entre os cinco países membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Além disso, a China já é o segundo maior país que pagou sua contribuição às Nações Unidas e participa ativamente das operações de manutenção da paz.

A China, que tem persistido no desenvolvimento pacífico, nunca será ameaça para nenhum país. Ao contrário, a China em desenvolvimento criará mais oportunidades e sempre será estabilizadora da construção da paz mundial.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Diego Goularte