IRIS FM
91.4 FM
Mundo

China anuncia medidas para fomentar a abertura e o desenvolvimento de qualidade

A 14ª Cúpula do G20 está sendo realizada na cidade japonesa de Osaka. Na cúpula, o presidente chinês, Xi Jinping proferiu um discurso importante pedindo a todos os membros do G20 que avancem de mãos dadas para criar uma economia mundial de qualidade. Para realizar a meta, o presidente chinês anunciou cinco medidas importantes de grande relevância para orientar o desenvolvimento da economia mundial e a cooperação de governança global.

As cinco medidas proferidas pelo presidente Xi Jinping incluem a publicação da lista negativa de entrada de capital estrangeiro de 2019 que trará uma maior abertura aos setores de agricultura, mineração, manufatura e serviços; a criação de seis zonas de livre comércio que poderão elevar o nível de importação e eliminar as barreiras comerciais; a aplicação, a partir do dia 1º de janeiro de 2020, do novo sistema jurídico de investimento estrangeiro; a eliminação de todas as restrições, com exceção às estipuladas na lista negativa para investimentos estrangeiros, tratando de forma igual todas as empresas registradas no território chinês, e a aceleração dos acordos de plena parceria econômica regional, promovendo as negociações sobre o acordo de investimento China-Europa e o acordo de livre comércio entre China, Japão e Coreia do Sul.

A estrutura industrial global e a estabilidade do sistema financeiro mundial estão enfrentando um grande impacto gerado pelo protecionismo e unilateralismo dominante no momento. A China, sendo o primeiro país do grupo do G20 a levantar a bandeira de abertura e cooperação, aumenta a confiança do mercado global e traz esperança aos povos do mundo inteiro. A atitude firme do país asiático é um sinal positivo para a economia mundial.

Para enfrentar a órbita comercial com os EUA, a China divulgou uma série de medidas importantes para aumentar ainda mais o seu nível de abertura de mercado, o que garantiu uma movimentação da economia doméstica com avanços constantes e estáveis. Mesmo que o protecionismo e a barreira comercial estejam cada vez mais fortes, a China nunca desiste da determinação de abrir as portas do país. Nos primeiros cinco meses deste ano, o volume total da exportação comercial da China atingiu 12,1 trilhões de renminbis, um crescimento de 4,1% em comparação com o mesmo período do ano passado. A quantidade de utilização de capital estrangeiro foi de 36,90 bilhões de renminbis, um crescimento de 6,8% que é cinco vezes mais alto do que no mesmo período do ano passado. A China usa uma reforma mais profunda para realizar a transformação da estrutura econômica do país e os dados provaram que a abertura é o caminho único para promover um desenvolvimento econômico saudável.

Atualmente, o rápido desenvolvimento tecnológico beneficia a transformação econômica de diversos países do mundo. A economia global também está em uma fase crucial de transição para desenvolvimento de alta qualidade. Caso alguém incite atritos comerciais globais neste momento, a perda não será apenas de suas próprias oportunidades de desenvolvimento, mas também impactará o crescimento mundial como um todo.

A comunidade internacional espera que os líderes do G20 façam uma opção sábia e correspondente à tendência de desenvolvimento econômico. Isso depende do reforço de cooperações para agirem em conjunto. Nesta edição da cúpula, o presidente Xi Jinping apresentou propostas que reiteram a importância de uma reforma e inovação do G20. Além disso, é necessário aperfeiçoar a governança global e lidar corretamente com as divergências. Para alcançar as metas, os dirigentes das principais economias do mundo precisam respeitar as regras e tendências da globalização econômica. O mais importante é promover o espírito de parceria, com vistas a aumentar a confiança e aliviar a tensão. Isso visa eliminar as divergências e impulsionar o desenvolvimento mundial de forma inclusiva e sustentável.

A promoção de um desenvolvimento aberto e de benefício recíproco é um objetivo comum da China e do mundo. As diversas partes estão com expectativa de transmitir um sinal claro de insistência no multilateralismo e da defesa do livre comércio através da Cúpula do G20 em Osaka. Isso iniciará um novo capítulo para incentivar o desenvolvimento econômico mundial de alta qualidade.

Tradução: Hao Guo

Revisão: Gabriela Nascimento