IRIS FM
91.4 FM
Sociedade

Duas escolas de Santarém distinguidas no programa escolas solidárias fundação Edp

O Colégio do Sagrado Coração de Maria e a EB D. Afonso, 4º Conde de Ourém, em Ourém, foram distinguidas pelo programa Escolas Solidárias Fundação EDP, respetivamente com a categoria Distinção, atribuída às escolas que demostram um desempenho de qualidade superior e distintivo (até 20 escolas) e Super Escola, grau atribuído às escolas que reúnam em simultâneo os atributos: ter, no mínimo, três inscrições no Escolas Solidárias; ter 70% de grau ‘distinções’ (incluindo Revelação) no seu historial de participação; demonstrar elevada performance e uma postura de inovação/melhoria contínua (avaliação feita pelo júri).

Mais de 900 alunos e professores de escolas de todo o país marcaram presença, na terça-feira, no 9.º Encontro Nacional Escolas Solidárias Fundação EDP, que assinalou o fim de um ano letivo dedicado a projetos de intervenção e solidariedade social. Esta edição do programa fica marcada pela crescente mobilização: participaram 514 escolas e estiveram envolvidos no projeto 52.472 alunos que agiram em prol da comunidade.

Sob o mote ‘#és ou não és?’, as escolas inscritas criaram 1.359 equipas solidárias que desenvolveram 2.356 projetos no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Empenhados em resolver questões que afetam as comunidades onde se inserem, juntos – professores e alunos – dedicaram cerca de quatro milhões de horas a este programa que conta com o selo oficial da Secretaria de Estado da Educação e da Direção-Geral da Educação.

O projeto Escolas Solidárias Fundação EDP tem como objetivo a promoção da cidadania nas escolas e incentivar alunos do 2.º ciclo ao ensino secundário a envolverem-se ativamente na resolução das questões sociais que afetam a sua comunidade. Ser uma Escola Solidária significa proporcionar aos alunos uma educação integral, que tem no exercício da cidadania um instrumento de desenvolvimento pessoal e social, mobilizando anualmente dezenas de milhares de alunos e professores de escolas de todo o País.

No 9.º Encontro Nacional Escolas Solidárias Fundação EDP foram anunciadas as 40 escolas destacadas nas categorias Revelação, Distinção e Super Escola das 129 qualificadas.

Criado em 2010, o programa Escolas Solidárias Fundação EDP mobiliza anualmente dezenas de milhares de alunos e professores de escolas do País, desafiando-os a tornarem-se agentes de mudança positiva. Para tal, os alunos do 2.º ciclo ao ensino secundário, profissional e artístico (público ou privado) desenvolvem projetos que contribuem para intervir e melhorar as suas comunidades em áreas como a Pobreza e Fome, Desemprego / Sustentabilidade Económica, Educação / Literacia, Saúde, População Sénior, Conviver com a Diferença, Sustentabilidade Ambiental e Parceria Global para o Desenvolvimento Humano.

O Escolas Solidárias tem o selo oficial do Gabinete do Secretário de Estado da Educação e da Direção-Geral da Educação, e conta com o apoio de personalidades como Eunice Muñoz, Aurea, Fernanda Freitas, Pedro Krupenski, Jimmy P., Mafalda Ribeiro, Teresa Tavares ou Mariana Monteiro.

O programa Escolas Solidárias Fundação EDP regressa em setembro para mais um ano letivo.