Ex-estrategista da Casa Branca é o verdadeiro inimigo dos EUA

Com a amea√ßa dos Estados Unidos de impor uma nova rodada de tarifas sobre as exporta√ß√Ķes chinesas, o ex-estrategista da Casa Branca, Steve Bannon, aproveitou para instigar Washington a n√£o ceder de modo algum nas negocia√ß√Ķes comerciais.

Bannon foi demitido pelo presidente norte-americano Donald Trump em agosto de 2017. Desde então, ele começou com os clichês de difamar a China, acusando-a de maior inimigo dos Estados Unidos.

No recente artigo, Bannon formulou seis argumentos para criticar a China, mas as afirma√ß√Ķes confusas e sem l√≥gica n√£o passam de um truque para atrair aten√ß√£o. Por exemplo, ele disse que a China tem levado uma guerra econ√īmica com os pa√≠ses democr√°ticos, e que a disputa comercial √© um conflito essencialmente com o Estados Unidos. At√© chegou a caluniar dizendo que a China pretende se tornar uma hegemonia global. As palavras dele s√£o repletas de pensamentos militantes e radicais. Agora falando a verdade, a iniciativa chinesa Cintur√£o e Rota fornece uma plataforma de discuss√£o e desenvolvimento conjunto para todo o mundo e recebe reconhecimento dos pa√≠ses participantes.

Nesta quarta-feira foi promovida em Beijing a primeira edi√ß√£o da Confer√™ncia de Di√°logos sobre as Civiliza√ß√Ķes Asi√°ticas. O presidente chin√™s, Xi Jinping, voltou a destacar que a cordialidade e a coopera√ß√£o t√™m sido desde sempre um princ√≠pio de conv√≠vio com os outros, que faz parte da cultura chinesa. Ser√° dif√≠cil para os arrogantes e ego√≠stas pol√≠ticos norteamericanos compreenderem o ideal partilhado pelos chineses de construir uma comunidade de destino compartilhado.

As mentiras de Steve Bannon parecem uma bolha de sabão diante da realidade, o que nos deixa lembrando o Macarthismo da década 50 do século passado. Desta vez, os políticos norteamericanos que pregam o movimento alt-right apenas querem procurar um bode expiatório para encobrir sua ideologia xenofóbica. Eles tiram proveito do atrito comercial com a China para obter força na atuação interna.

Como os Estados Unidos possui a maior for√ßa tecnol√≥gica e militar do mundo, somente eles pr√≥prios podem derrotar a si mesmos. Nos dia de hoje, com a globaliza√ß√£o econ√īmica, os norte-americanos devem ficar alertas com o surgimento da extrema direita preconizada por ‚ÄúSteve Bannon‚ÄĚ.

Comentarista: Sheng Yuhong

Tradução: Isabel Shi

Revis√£o: Erasuto Santo Cruz

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*